sexta-feira, 30 de abril de 2010

Algo que me incomoda, é essa minha mania de insistir no que não vai vingar; nessa minha maldita mania de acreditar no impossível; de esperar o que não vem; de desejar o que não existe;
Nada me atrai nem me desperta interesse; tudo me parece comum demais, e, não ser comum também já se tornou banal; tudo é modinha, tudo é aparência; eu procuro a essência, ou, a combinação de ambos, porém, não encontro; talvez esteja procurando pouco e desejando muito, ou talvez, está tão na minha cara que não consigo ver!
Só sei que, meu desejo tende a crescer mais e mais, tomando proporções as quais sairão de meu controle!

terça-feira, 27 de abril de 2010

Palavras jamais vão bastar quando o que eu quiser mencionar se refira ao que guardo aqui dentro!

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Sem palavras exatas ou frases bem formuladas;
Apenas quero tentar entender um pouco de tudo que me cerca; Sentimentos que me rodeiam e que me atormentam; Idéias e conclusões que vem e vão, mudam a todo instante, fazendo com que tudo o que eu disse até agora se torne inválido. Quero apenas saber porque tudo o que dizem não se enquadra comigo; Talvez eu tenha o dom de tornar tudo pior, ou de afastar as coisas boas de mim... Talvez eu queira tanto ser e possuir sentimentos bons, que meu desejo se torna maior do que o sentimento em si; Talvez eu espere demais por algo que na realidade nem é tanto; E talvez eu deixe passar o que realmente importa; Talvez eu não saiba tanto o quanto penso; Talvez eu não entenda nada de nada; Ou talvez sim; Talvez por isso deixei que a razão agisse antes da emoção - sempre preferi deixar meus batimentos involuntários em segundo plano, pensando sempre antes de agir... Talvez esse foi meu erro. Talvez eu seja só mais uma desiludida com a vida e suas armadilhas; Ou, talvez, eu tenha realmente me machucado demais. Talvez eu jamais encontre essas respostas; Jamais me encontre; Jamais encontre alguém; Talvez isso nem seja tão importante... Mas no momento, necessito! Necessito de explicações, antes que eu conclua errado novamente, e caia definitivamente na minha mente confusa, cheia de teorias e suposições as quais eu mesma me engano.
Eu só preciso entender, o porquê me sinto assim.

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Tudo é rotina; Tudo ocorre da mesma forma, ou com pequenas mudanças;
Sempre é assim, você complementa o hoje com o que restou do ontem;
Mas, e se nada restar? Aonde buscar? Como fazer? Pois, algo tem que ser feito...